Notícias

29/10/2018 - Soja

Veja o que pode mexer com o preço da soja


O mercado de soja em Chicago permanece em compasso de espera por novidades relacionadas à guerra comercial entre Estados Unidos e China. Enquanto isso, os players ficam atentos à evolução da colheita da nova safra dos EUA e a sinais de demanda pela soja norte-americana, além de observar também os trabalhos de plantio da nova safra da América do Sul.

Confira a seguir os fatos que devem merecer a atenção do mercado de soja nesta semana. As dicas são do analista Luiz Fernando Roque, da consultoria Safras & Mercado.

  • A falta de indicativos de uma evolução nas conversas entre EUA e China para a busca de um eventual acordo comercial continua sendo o principal fator que mantém o mercado pressionado. Sem novidades, não veremos Chicago com força para retomar e permanecer acima da linha de US$ 9 por bushel.
  • Após uma primeira quinzena de clima pouco favorável à evolução dos trabalhos de colheita nos EUA, a melhora climática registrada nas últimas duas semanas voltou a trazer pressão negativa em Chicago. Embora a qualidade de parte da soja norte-americana tenha sido colocada em xeque, o volume recorde esperado para colheita é fator negativo de maior peso para os contratos futuros.
  • No lado da demanda, os números decepcionantes de embarques e registros de exportação dos EUA atestam que a esperada compensação de parte da queda nas vendas para a China não está ocorrendo conforme o esperado, mesmo com a soja norte-americana “mais barata” no mercado. Tal fato completa o quadro fundamental negativo para Chicago.

Fonte: Projeto Soja Brasil/Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.