Notícias

25/07/2018 - Mercado

Trump anuncia pacote de ajuda emergencial para os agricultores americanos


O governo de Donald Trump anunciou ontem (24/07) um pacote de ajuda de emergência de US$ 12 bilhões para os agricultores americanos, segundo informa a mídia americana. Com a escalada na disputa comercial entre os EUA e as maiores economias do mundo (China, União Europeia e Japão), o plano deve servir para proteger o setor agrícola do impacto das  tarifas retaliatórias.

Grupos agrícolas vêm se queixando que as reações dos países a política de tarifas de Trump podem custar a eles bilhões de dólares. Organizações de fazendeiros, incluindo a American Soybean Association, chamaram os impactos das tarifas sobre a agricultura de “devastadores”. Nesse sentido, a medida emergencial deve servir para amortecer esses desconfortos e também para promover o debate sobre até que ponto a estratégia comercial da administração americana pode prejudicar a economia do país.

Para amenizar o impacto sobre o setor agrícola, a Casa Branca prevê distribuir quase US$ 12 bilhões através de três diferentes mecanismos do Departamento de Agricultura de assistência direta aos fazendeiros: compra e distribuição de alimentos e promoção comercial. Esse suporte será concedido por meio do Commodity Credit Corporativon (CCC), uma divisão do Departamento de Agricultura que foi criado em 1933 para dar assistência financeira aos fazendeiros.

O plano deve entrar em vigor a partir do dia 3 de setembro, data em que é comemorado o Dia do Trabalho nos EUA. O governo americano espera que a medida funcione como um  ponto de apoio para os produtores que estão vendo os preços caírem e os estoques subirem devido a disputas com a China, o Canadá e outros parceiros comerciais que são compradores significativos de carne suína, soja e outras culturas dos EUA.

Os agricultores são parte fundamental da base política rural que elegeu o presidente Donald Trump, por sua vez, prometeu que sairá melhor de uma guerra comercial. Muitos agricultores estão aceitando esta ideia. No entanto, uma disputa comercial prolongada que persiste na colheita do outono – e eleições – tem o potencial de abalar esse apoio. Trump também tem sofrido pressão de legisladores do estado agrícola para se afastar da imposição de tarifas.

A agricultura é a rara indústria americana que tem superávit comercial, com US $ 21 bilhões projetados este ano. Canadá, China e México são os três maiores compradores de produtos agrícolas dos EUA, respondendo por 43% das compras em 2017.

Todos os três estão envolvidos em conflitos com os EUA. A soja, a segunda safra mais valiosa dos EUA depois do milho, foi especialmente atingida – as exportações para a China representaram cerca de um terço da receita da oleaginosa no ano passado. O USDA projetou no início deste mês que os preços médios da soja pagos aos agricultores cairiam 75 centavos, para US $ 9,25 o bushel no ano que vem.

Fonte: Farm Futures
Tradução: Portal Mais Soja




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.