Notícias

15/04/2020 - Pecuária

Tecnologia na pecuária evita sair de casa


Em tempos de isolamento social obrigatório, é essencial poder acessar informações climáticas, ambientais e forrageiras de cada campo ou lote e gerenciar o rebanho remotamente. Os especialistas do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA) da Argentina identificam as novas ferramentas disponíveis e suas vantagens. 

Os especialistas da INTA concordam em garantir a existência de tecnologias de entrada e processo para monitorar o que está acontecendo no campo, de maneira precisa e simples, a partir de um computador ou telefone, em tempo real e sem a necessidade de sair de casa. Nesse sentido, alimentadores inteligentes  são sistemas que, através de um chip incorporado na caravana de cada animal, permitem o conhecimento em tempo real do comportamento do animal, monitoram e avaliam o consumo diário de alimentos, selecionam indivíduos mais eficientes, projetam estratégias diferentes para maximizar o potencial produtivo de cada sistema. 

Quando o animal entra no alimentador, existe um leitor de caravana ou antena que identifica o indivíduo e, por meio de uma balança, determina quanto ele comeu naquele período de tempo. Todos esses dados são transmitidos via rede Wi-Fi para um servidor onde estão armazenados e, uma vez processados, podem ser consultados a partir de qualquer dispositivo com acesso à Internet. 

As cercas virtuais, por sua vez, são dispositivos eletrônicos no pescoço das ovelhas que, emitindo um estímulo sonoro, orientam o movimento do rebanho e permitem o manejo eficiente das pastagens. A posição georreferenciada do animal indica se ele está no lugar certo e permitiria o uso de pastoreio rotacional racional, sem a necessidade de instalar fiação elétrica. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.