Notícias

20/04/2018 - Outros

Tecnologia barateará imagem detalhada na agricultura


Tecnologia de imagens deve maximizar produção de cultivos.

Um novo tipo de sistema de imagens para ser usado na agricultura, projetado para ser menos caro que a tecnologia atual e para aumentar a produtividade, está sendo desenvolvida em parceria entre a academia e a indústria.

Acadêmicos da Universidade do Oeste da Escócia, Universidade de Strathclyde e do Instituto James Hutton Institute, liderados pela empresa de Glasgow Wideblue, começaram a desenvolver um novo tipo de sistema de imagem hisperespectral.

O governo do Reino Unido financiou colaboração para introduzir uma tecnologia de imagens espectrais para ajudar os negócios agrícolas a monitorar e maximizar a produção de cultivos em campos e estufas.

Os sensores em desenvolvimento esperam ser 90% mais baratos que os equipamentos atualmente disponíveis e tem o potencial de fazer imagens espectrais de alta resolução significativamente mais acessíveis para o setor agrícola.

O sistema HSI, que está sendo fabricado pela Wideblue, usa os filtros ópticos lineares variáveis da Universidade do Oeste da Escócia para dispersar a luz refletida de plantas para cores e comprimentos de ondas específicos. Os dados de imagens espectrais são depois capturados e analisados usando dados sofisticados para trazer um número de indicadores chave para produtores sobre as condições de cultivos.

A adoção da tecnologia permitirá aos produtores monitorar vários cultivos com atribudos de sanidade das plantas, níveis de hidratação e indicadores de doenças. Como resultado, é previsto que produtores poderão otimizar o impacto da fertilização, poupar água ao empregar métodos mais eficientes de irrigação e encontrar doenças e infestações em um estado inicial, permitindo a eles evitar ferrugens.

Combinados, os benefícios de adotar o equipamento poderia ter um impacto significativo nos cultivos totais, enquanto que liberar um recurso adicional para produtores concentrarem em outras prioridades. O consórcio aplicou para uma patente sobre o baixo custo geral da tecnologia de câmera hiperespectral que está sendo empregada em base de tentativa em um número de locais no país incluindo o Instituto James Hutton.

Acadêmicos da Universidade do Oeste da Escócia liderando a pesquisa e desenvolvimento do filtro óptico são os professores Des Gibson e o Dr. Shigeng Song. “Enquanto a tecnologia similar esteve disponível para o setor agrícola por algum tempo, sempre houve a questão de custo. [A tecnologia..]  agora é mais acessível”, disse.

“No longo prazo, nós gostaríamos de fazer com que o produto esteja disponível em escala global, particularmente em países como a China, onde o investimento agrícola em produção em estudo está rapidamente se tornando o método mais comum no setor agrícola”.

Por: Leonardo Gottems

Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.