Notícias

16/09/2019 - Soja

Soja mantém otimismo no fechamento da semana


O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na sexta-feira (13.09) alta de 3,25 pontos no contrato de Novembro/19, fechando em US$ 8,9875 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 1,75 e 3,25 pontos.

Os principais contratos futuros fecharam a semana em alta no mercado norte-americano da soja, com o mercado convalidando a forte alta da sessão do dia anterior e avançando novamente. “Otimismo sobre compras concretas como resultado das negociações entre China e EUA impulsionou as cotações. Na quinta-feira houve declarações de boa vontade de ambas as partes, para evitar maior escalada do conflito e criar um contexto mais disposto a negociar. Assim, os EUA não estabeleceriam novas tarifas. E a China saiu a realizar compras de produtos agrícolas americanos”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, apesar da liquidez de contratos abertos e fechados durante a sessão de sexta, a variação das principais commodities agrícolas foi pequena: “Operadores do mercado aqui em Chicago estão tentando esclarecer uma diversidade de anúncios publicados pela China sobre as tarifas de importação nos Estados Unidos. A ARC foi informada por seus contatos asiáticos sobre duas possíveis versões: na primeira delas, os Chineses haviam programado a elevação tarifária em 5% sobre uma diversidade de produtos norte-americanos a partir do dia 1 de outubro, entretanto esta elevação foi postergada para 2020”.

“Na segunda versão, a China estaria aplicando quotas anuais de importações de soja e suínos estadunidenses, as quais seriam isentas da tributação alfandegaria de 25%. A ARC acredita que a segunda opção teria fundamentos mais concretos, apesar de que nenhuma demanda agressiva foi notada ao longo destas últimas 24 horas. Nossas fontes na Ásia não acreditam que o Governo Chinês aprovará mais do que 2-3 MTs da soja norte-americana sendo importada sob a isenção de tarifas. O anúncio da parte chinesa só serviu para demonstrar alguma ‘gentileza’ para a abertura de novas conversas com Trump”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.