Notícias

08/11/2018 - Soja

Soja: Cotações cedem em Chicago


O analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, informou que os futuros de soja fecharam em baixa ontem (07/11) na Bolsa de Chicago (CBOT). De acordo com o especialista, as eleições de renovação do Congresso norte-americano têm grande influência nos preços. 

“Após as eleições de meio de mandato nos Estados Unidos, investidores voltaram suas atenções para o relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), que sai amanhã. De acordo com analistas consultados pelo Wall Street Journal, o governo dos EUA deve reduzir sua estimativa de produção, mas elevar a de estoques domésticos”, informa. 

Além disso, a projeção de safra deve ser cortada de 4,690 bilhões para 4,676 bilhões de bushels (127,65 milhões para 127,27 milhões de toneladas). Já a estimativa de estoques deve ser aumentada de 885 milhões para 900 milhões de bushels (24,09 milhões para 24,5 milhões de toneladas. “O vencimento janeiro recuou 4,75 cents (0,54%), para US$ 8,7950 por bushel”, diz ele. 

Nesse cenário, Charlie Sernatinger, da ED&F Man Capital Markets, indicou que os republicanos mantiveram o controle no Senado, mas perderam a maioria na Câmara dos Representantes. "Ninguém foi surpreendido pelos resultados da eleição, que vieram bem próximos das expectativas", comenta. 

Segundo Salman Ahmed, estrategista-chefe de investimentos na Lombard Odier Investment Managers, a nova composição do Congresso não deve ter grande impacto sobre a geopolítica e as tensões comerciais entre os EUA e a China, maior comprador mundial de soja. “As importações chinesas de soja norte-americana vêm caindo desde julho, quando Pequim impôs uma tarifa retaliatória de 25% sobre o produto dos EUA”, conclui.

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.