Notícias

13/11/2018 - Soja

Soja: Casos de ferrugem asiática se multiplicam rapidamente no país


A ferrugem asiática chegou mais cedo as lavouras do país nesta safra, bem como imaginavam os pesquisadores e técnicos agrícolas. Isso porque o clima colaborou, as chuvas chegaram antes e o plantio está bastante adiantado se comparado a anos anteriores. O primeiro caso caso foi registrado ainda em outubro, no dia 31, no Paraná. Em menos de duas semanas, os focos se multiplicaram rapidamente e agora somam 12 ocorrências.

Vale ressaltar que desde a safra 2012/2013 o Brasil não registrava focos da doença ainda em outubro. A diferença é que neste ano, 10 dias depois, 12 ocorrências já haviam sido relatadas. Na época, só um mês depois isso aconteceu.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Copacol, Tiago Madalasso, houve uma antecipação de aproximadamente 15 dias da ocorrência da doença na região noroeste do Paraná. “Esta antecipação ocorreu porque 50% da semeadura na região também foi aproximadamente 15 dias mais adiantada”, explica. “Historicamente na região, os cultivos de soja ocorrem no final de setembro e, nesta safra, houve uma antecipação para o começo do mês, logo após o final do vazio em 10 de setembro”, diz.

O Paraná foi, mais uma vez, o estado que primeiro registrou casos da doença nesta temporada e, mais uma vez, é também quem lidera com mais casos. Dos 12 casos, 10 aconteceram no Paraná em: Campo Mourão, Jaguariaíva, Juranda, Marechal Cândido Rondon, Mariópolis, Nova Cantu, Peabiru, São João do Ivaí, São Pedro do Iguaçu e Ubiratã.

Para os pesquisadores da Embrapa o ambiente tem favorecido para o avanço da doença. A orientação da pesquisadora da Embrapa Soja, Cláudia Godoy, é para que os produtores não descuidem do controle da doença, uma vez que as condições estão favoráveis para o desenvolvimento da ferrugem.

Os outros dois casos aconteceram em São Paulo, nos municípios de Itapeva e São Miguel do Arcanjo.

Cláudia Godoy orienta os produtores a consultarem os resultados de eficiência dos fungicidas para o controle da ferrugem e utilizar os multissítios para aumentar a eficiência de controle. “Os produtores e técnicos que encontrarem ferrugem nas lavouras podem auxiliar a divulgar a informação, levando as folhas para as cooperativas e outros membros Consórcio Antiferrugem para atualizar o site do Consórcio ”, diz.

Na safra 2017/2018 foram registrados ao todo 643 casos da doença no país, maior volume das últimas seis temporadas.Só o Paraná respondeu por 113 casos, abaixo do Mato grosso do Sul, com 114 e do Rio Grande do Sul com 125 casos.

Por Daniel Popov
Fonte: Projeto Soja Brasil/Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.