Notícias

01/09/2020 - Pecuária

Setembro promete uma arroba forte, como foi em agosto


A semana abriu dando sinais claros de como deverá ser os primeiros dias de setembro no mercado do boi gordo: oferta bastante restrita de animais para abate e uma arroba firme, com tendência de alta.

Segundo a IHS Markit, os frigoríficos demonstram bastante dificuldade para preencher a suas escalas de abate e, diante dessa situação, oferecem preços mais alto pelas boiadas para garantir o abastecimento nas câmaras frias. Entre as indústrias pesquisadas pela consultoria paulista, as programações de abate operam, na maioria dos casos, com negócios realizados para atender compromissos ainda nos próximos dois dias úteis.

Enquanto isso, do lado pecuarista, mesmo com a valorização recorde acumulada na arroba da boiada gorda ao longo do ano, as margens operacionais seguem apertadas em função dos altos custos com ração e a reposição. Esse é dos fatores que explicam a baixa oferta não só de “animais de capim”, devido ao período da seca, mas também de bovinos engordados em confinamentos.

“A quantidade de animais terminados é insuficiente para atender à necessidade vigente dos frigoríficos, que precisam abastecer o aquecido mercado externo”, avalia a IHS Markit. Além disso, há uma expectativa de melhora na demanda interna de carne bovina nas próximas semanas, devido ao pagamento de salários aos trabalhadores.

Giro pelas praças
Segundo a IHS Markit, a demanda pelo gado se concentra principalmente em lotes que atendam aos requisitos internacionais, restringindo ainda mais a quantidade de animais disponíveis. Ontem, 31 de agosto, a arroba se valorizou em algumas regiões pecuárias do Centro-Sul e ao Norte do Brasil.

Em São Paulo, poucos negócios envolvendo machos foram feitos a valores mais elevados, com a arroba valendo até R$ 239.

No Mato Grosso, houve registro de altas pontuais em algumas praças. Em Minas Gerais, diante da escassez de oferta, os preços seguem sob forte influência altista e apresentaram novos ajustes positivos nesta segunda-feira. Em um cenário semelhante, no Pará as compras efetuadas para preencher escalas ainda para amanhã foram feitas a patamares mais altos. Na Bahia, a arroba do boi gordo registrou forte valorização

Atacado no fim de semana
O volume de vendas nos atacados brasileiros se manteve fraco durante o final de semana, de acordo com a IHS Markit. Os preços dos principais cortes bovinos ficaram lateralizados, porém firmes.

Porém, ao longo dessa semana, as expectativas apontam para possíveis ajustes positivos, sustentados pelo consumo mais ativo, característico da primeira quinzena do mês, e da manutenção de oferta restrita de carne, reflexo das encurtadas escalas de abate nos frigoríficos do País, prevê a consultoria.

Por Denis Cardoso
Fonte: Portal DBO





Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.