Notícias

05/04/2019 - Pecuária

Sementes forrageiras com inteligência em absorção de água são apresentadas ao produtor


O produtor está atento às novas tecnologias que facilitam o trabalho no campo. Uma delas, é a tecnologia Advanced presente em sementes forrageiras. Elas são dotadas com inteligência em absorção de água, alta uniformidade e ainda possuem tratamento que não se desprende durante o plantio. Este será o destaque da Soesp – Sementes Oeste Paulista, empresa com sede em Presidente Prudente, interior de São Paulo, durante a Tecnoshow Comigo, 8 a 12 de abril, em Rio Verde – GO.

As sementes com a tecnologia possuem resistência ao estresse hídrico, ou seja, em situações onde chove pouco e ocorre um período de estiagem, elas mantem a qualidade, germinando somente quando há uma quantidade suficiente de água para seu pleno desenvolvimento.

Além disso, a Soesp Advanced tem tratamento exclusivo que resulta em sementes de altíssima qualidade e pureza. É muito recomendada e utilizada pelos produtores que almejam ter sucesso na realização da Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF).

Ainda proporciona redução do custo por hectare plantado, inclui fungicida e inseticida e sofrem menos ataques de formigas, portanto, mais sementes no solo. “É importante salientar que as sementes são tratadas industrialmente, e isso evita a manipulação de produtos químicos na propriedade”, explica a engenheira agrônoma, Andreza Cruz, técnica em sementes da Soesp.

Foco na ILPF
A sementes Soesp Advanced são ideais para os produtores, agricultores e pecuaristas que buscam uma produção sustentável e eficiente. A tecnologia tem excelente resultado quanto utilizada na ILPF. “A técnica consiste em uma estratégia de manejo enraizada na sustentabilidade, integrando na mesma área diferentes sistemas produtivos, como os de grãos, fibras, carne, leite e agroenergia”, destaca a engenheira agrônoma.

Outra característica é que as sementes podem ser utilizadas no sistema de plantio consorciado com milho, onde há a introdução da terceira caixa na semeadora, com plantio em linhas alternadas ou a lanço; plantio com café, evitando perdas por erosão em áreas morradas; plantio de forragem para palhada antes da soja otimizando o sistema de plantio direto; plantio entre eucalipto para maior desempenho animal e ganho na diversificação de produtos.

“Os benefícios gerados desse sistema são inúmeros como a melhoria da qualidade do solo pelas raízes da forrageira (Brachiaria ruziziensis por exemplo), ciclagem de nutrientes, adição de matéria orgânica no sistema, diminuição de uso de agroquímicos, além do benefício econômico por gerar mais renda e deixar o produtor mais protegido contra oscilações do mercado”, completa Andreza.

Fonte: MassaNews




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.