Notícias

06/08/2018 - Clima

Semana começa chuvosa para o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país


Por conta de um corredor de umidade associado a uma frente fria, a segunda-feira (6) começa com muita nebulosidade sobre o Sudeste, Mato Grosso do Sul e Paraná, segundo a Somar Meteorologia. Devido a atuação desses sistemas, durante a madrugada, instabilidades provocaram chuva na metade sul do Mato Grosso do Sul, no centro do estado São Paulo e na divisa do Paraná com o estado paulista. No Rio Grande do Sul e Santa Catarina por influência de uma massa de ar frio, o tempo é seco e os termômetros no amanhecer marcam temperaturas baixas, com possibilidade de geada na metade norte e extremo sudoeste do estado gaúcho.

SUL

Uma frente fria junto com um corredor de umidade mantém a condição de chuva a qualquer momento no norte do Paraná. Tem risco para temporais, com trovoadas e volumes elevados. Na região metropolitana de Curitiba o tempo fica bem fechado e com chuva, mas o risco para tempestades é menor. Por causa das instabilidades, a sensação será de frio. Entre o oeste do Paraná e o Rio Grande do Sul, uma massa de ar seco predomina e garante o tempo firme. As temperaturas do amanhecer ficam baixas e há risco para gear nas serras e na Campanha Gaúcha. Em Porto Alegre o sol aparece ao longo do dia, mas não chega a fazer calor.

SUDESTE

Um corredor de umidade e uma frente fria mantém as nuvens carregadas em grande parte do Sudeste nesta segunda-feira. Até o fim do dia a chuva ganha intensidade e há risco para temporais em grande parte de São Paulo, no Rio de Janeiro e na metade sul de Minas Gerais, podendo até atingir a região de Belo Horizonte. Os acumulados são elevados, há risco para granizo e trovoadas. Nas capitais o volume de chuva é elevado e podem ocorrer pontos de alagamento. Apenas em Vitória é que as pancadas de chuva não são tão intensas e potencial para transtornos é menor. Apenas no oeste e no norte de Minas é que não deve chover. As temperaturas seguem baixas onde chove.

CENTRO-OESTE

Áreas de instabilidade associadas a um corredor de umidade e também à uma frente fria ajudam a manter as nuvens carregadas em parte do Centro-Oeste. Nesta segunda-feira a chuva ocorre a qualquer momento e com acumulados expressivos no Mato Grosso do Sul, inclusive em Campo Grande. Pode chover também, mas com menor intensidade no sul e no oeste de Mato Grosso. As temperaturas nestas áreas continuam mais baixas, justamente por causa da grande quantidade de nuvens. Em Goiás e no leste matogrossense o sol predomina entre poucas nuvens e as temperaturas seguem elevadas.

NORDESTE

Na segunda-feira a chuva ocorre de forma mais expressiva em áreas litorâneas do Maranhão. Chove de forma isolada na costa leste nordestina, especialmente entre Rio Grande do Norte e Pernambuco. Nas demais áreas o tempo fica firme. O calor predomina na região.

NORTE

As chuvas se concentram no oeste do Amazonas e faixa norte da região. Além disso a nebulosidade aumenta no Acre e em Rondônia e tem previsão de chuva a qualquer hora do dia. Nestes dois estados as temperaturas ficam mais baixas. As demais áreas seguem com tempo seco no decorrer da segunda-feira.

Terça-feira
SUL

Na terça-feira ainda temos a atuação de uma massa de ar frio que deixa o tempo aberto em grande parte da Região Sul. Como o sistema já está afastando para o oceano, as temperaturas começam a subir gradativamente. À tarde a sensação deve ser mais agradável no Rio Grande do Sul, inclusive em Porto Alegre. No Paraná o risco para temporais diminui, mas ainda tem muitas nuvens no norte do estado. Entre o Vale do Itajaí e a Região Metropolitana de Curitiba pode chover fraco a qualquer momento.

SUDESTE

Na terça-feira a chuva perde intensidade em grande parte da Região, mas ainda são esperadas pancadas volumosas no Rio de Janeiro, especialmente no norte fluminense, no Espírito Santo e no leste de Minas. Há risco para granizo no sul mineiro, na região de Belo Horizonte e no estado do Rio de Janeiro. Em São Paulo a chuva ocorre com menor intensidade. Na capital paulista o céu fica nublado e ocorre garoa ao longo do dia. A condição para chover é menor no centro-oeste e no norte paulistas. As temperaturas seguem baixas na Região.

CENTRO-OESTE

Na terça-feira a chuva perde intensidade no Mato Grosso do Sul, mas ainda tem muita nebulosidade pelo estado. Por isso as temperaturas não conseguem subir tanto ao longo do dia. Tempo nublado também no oeste do Mato Grosso. Nas demais áreas o tempo seco predomina, com temperaturas elevadas.

NORDESTE

Os ventos no alto da atmosfera ajudam a formar nuvens carregadas na região no Recôncavo Baiano e também na faixa que vai de Sergipe até o Ceará. Por isso a condição para chover é maior que nos dias anteriores. Mesmo assim, não são esperados elevados volumes de chuva. No interior nordestino a condição ainda é de tempo seco e baixos valores de umidade relativa do ar, podendo ficar abaixo do ideal nas horas mais quentes do dia.

NORTE

Na terça-feira ainda temos uma condição de tempo seco no Tocantins e no sul do Pará. Nas demais áreas do Norte, a chuva ocorre a qualquer momento, mas sem potencial para volumes expressivos. As temperaturas seguem elevadas em toda Região.

Quarta-feira
SUL

Na quarta-feira uma frente fria avança vem rapidamente pelo Sul do Brasil e muda o tempo novamente em todos os estados da Região. Até o fim do dia tem risco para temporais, principalmente no noroeste gaúcho, oeste de Santa Catarina e do Paraná. Nestas áreas tem potencial para trovoadas, volumes elevados e eventual queda de granizo. Nas demais região do Rio Grande do Sul a chuva não vem com volumes tão elevados, mas há risco para ventanias, com rajadas que podem passar os 60km/h. As temperaturas diminuem novamente.

SUDESTE

Na quarta-feira as instabilidades mantêm as nuvens carregadas espalhadas pelo Sudeste do Brasil e há previsão para pancadas de chuva em grande parte dos estados. No entanto, o risco para temporais, com volumes elevados e até granizo fica restrito ao oeste de São Paulo, devido à uma frente fria que está se aproximando do Sudeste. As temperaturas até conseguem subir um pouco mais, por causa de alguns períodos de sol ao longo do dia. Mas não chega a fazer calor. Apenas no norte mineiro é que não chove e as temperaturas seguem elevadas.

CENTRO-OESTE

Na quarta-feira, uma frente fria no Sul do Brasil vai avançar bem rapidamente em direção ao Sudeste. Com isso, a chuva ganha intensidade novamente no Mato Grosso do Sul aumentando o risco para temporais até o fim do dia na metade sul e no leste do estado. A chuva vem acompanhada por trovoadas, eventual granizo e volumes elevados. Pode chover também, mas com menor intensidade, no oeste do Mato Grosso. As demais áreas do Centro-Oeste seguem com o tempo firme e com a presença do sol.

NORDESTE

Na quarta-feira a condição ainda é de tempo firme na maior parte do Nordeste. Tem previsão de chuva apenas no norte do Maranhão e na faixa que vai desde Ceará até as praias da Paraíba. Serão pancadas isoladas e com acumulados muito baixos, que ocorrem a alternadas por períodos de tempo mais firme.

NORTE

Na quarta-feira ainda tem previsão de pancadas de chuva no Acre e em Rondônia, além da metade norte da Região. Os acumulados não são elevados, mas ajuda a diminuir um pouco as temperaturas. No Tocantins será mais um dia de tempo seco e quente.

Fonte: Projeto Soja Brasil - Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.