Notícias

17/08/2018 - Clima

Saiba onde o clima vai ajudar e atrapalhar na safra de soja 2018/2019


Os institutos de meteorologia do Brasil e do mundo já trabalham com chances de até 80% de uma configuração de um El Nino até o fim do segundo semestre deste ano. Independente disso os mapas indicam que as chuvas chegarão mais cedo, em setembro, mas as lavouras serão testadas logo em outubro com a falta de água. Segundo especialistas, este será um ano para se avaliar bem o momento de plantar, pois isso pode fazer a diferença entre produzir bem e ter um prejuízo devastador.

Durante o 1º Fórum Soja Brasil da safra 2018/2019, que aconteceu em Uberlândia (MG), um dos assuntos mais debatidos e comentados foi justamente os rumos do clima para esta temporada. A editora de meteorologia do Canal Rural Pryscilla Paiva ressaltou que há realmente uma forte expectativa que um El Niño se configure nesta safra.

“Os institutos de meteorologia do Brasil e do mundo já trabalham com chances de até 80% de uma configuração de um El Nino até o fim do segundo semestre. Os especialistas estão comparando o comportando climático atual ao registrados em 2014”, diz ela.

Entretanto Pryscilla ressalta que há diferenças claras a serem consideradas, já que naquela época uma La Niña antecedeu o El Niño. “Viemos agora de uma neutralidade climática, o que muda um pouco a configuração de água disponível no solo, por exemplo. Vale ressaltar que os solos do Centro-Oeste e parte do Sudeste já estarão bastante secos, pois algumas áreas terão mais de 90 dias sem chuvas”, conta.

Independente da configuração do El Nino ou não, Pryscilla aponta para chuvas em setembro. “O problema é que elas não serão suficientemente boas para compensar uma outra previsão preocupante: a falta de precipitações em outubro”, afirma ela.

O El Nino deve manter as chuvas estacionadas no Rio Grande do Sul, o que pode trazer problemas para os produtores deste estado; Já os outros estados do Sul e Sudeste também terão precipitações, mas mais irregulares. Em outubro a perspectiva meteorológica é de 15 a 25 dias sem chuvas, pelo menos.

Plantio em setembro

Como a previsão aponta a chegada com maior regularidade das chuvas na região Centro-Sul a partir de setembro, a Embrapa acredita que os produtores irão iniciar o plantio assim que o vazio sanitário acabar. “Certamente os agricultores plantarão cedo, pois perderam a chance de fazer isso ano passado, quase perderam a janela do milho safrinha. Então acredito que irão se antecipar, pelo menos no Paraná isso deve acontecer já no dia 10 de setembro após o fim do vazio sanitário”, conta o chefe de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Soja, Ricardo Vilela Abdelnoor.

Segundo ele, em 2014 com o El Nino, os casos de ferrugem estouraram no Brasil e isso também preocupa para esta safra. “Temos receio que este ano a infestação seja maior e com esse plantio mais cedo, essa ferrugem terá bastante tempo para se desenvolver”, diz. “No ano passado, a janela de plantio foi apertada e todos plantaram juntos, então o fungo não teve muito tempo para se espalhar. Mas esse ano deve ser diferente.”

Fonte: Projeto Soja Brasil - Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.