Notícias

11/10/2018 - Soja

Previsão muda e Centro-Oeste receberá mais chuvas a partir de agora


Outubro começou com um volume de chuvas maior que o previsto inicialmente para o Centro-Oeste. Até setembro a expectativa de um mês mais seco. As precipitações vieram, mas não abrangeram todo o estado de Mato Grosso.

Para se ter uma ideia, em Campo Novo do Parecis (MT) choveu um acumulado de 60 milímetros em outubro. Já no município de Paranatinga (MT) não choveu uma gota sequer. Grandes cidades produtoras de soja como Sinop e Sorriso, por exemplo, receberam apenas 10 milímetros de chuvas cada uma, mostrando que a distribuição das chuvas no estado é bastante irregular.

As janelas de tempo seco que começam na segunda quinzena do mês podem se estender até a primeira semana de novembro. O oeste de Mato grosso deve receber mais chuvas e manter o solo já úmido e em boas condições. Enquanto no leste o tempo fica firme e o solo mais seco.

Até o dia 15 de outubro a meteorologia aponta chuvas de apenas 20 milímetros acumulados em Mato Grosso e Goiás e 80 milímetros acumulados em Mato Grosso do Sul, o que prejudica o plantio da oleaginosa.

A novidade é que nos mapas meteorológicos uma chuva de 55 milímetros acumulados começa a aparecer na região do Matopiba a partir do dia 16 de outubro e pode descer até o Centro-Oeste. Até o dia 22 deste mês a previsão ainda é de chuvas de 20 milímetros em Mato Grosso, mas agora de forma mais generalizada pelo estado. Goiás terá 20 milímetros acumulados de maneira geral, e 55 milímetros na região leste.

Fonte: Projeto Soja Brasil/Canal Rural





Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.