Notícias

16/03/2018 - Café

Preços do café devem se manter no curto prazo


Contudo, segundo relatório do Rabobank, é esperada uma valorização nos preços no segundo semestre.

As cotações futuras do café arábica tendem a se manter nos atuais níveis no curto prazo, influenciadas em parte pela elevada posição vendida dos fundos não-comerciais. A avaliação é do Rabobank, que divulgou nesta quinta-feira, 15, seu relatório Agroinfo sobre o desempenho do mercado agrícola no primeiro trimestre de 2018. No fechamento de hoje da Bolsa de Nova York (ICE Futures US), o segundo vencimento do café arábica, para maio, encerrou em queda de 230 pontos (1,90%), a 118,75 centavos de dólar por libra-peso.

O banco pondera, entretanto, que é esperada uma valorização nos preços (entre 127 centavos de dólar por libra-peso a 133 centavos de dólar por libra-peso), principalmente no segundo semestre. "O foco do mercado se volta para próxima safra 2019, cujo ciclo deverá ser baixo no Brasil (bienalidade negativa), além de uma crescente demanda (cerca de 3 milhões de sacas por ano)", prevê o Rabobank.

O relatório mostra, ainda, que as cotações do conilon (robusta) podem reagir no segundo semestre, mesmo com boas safras no Brasil e no Vietnã. "Uma possível quebra em Uganda e Indonésia pode provocar impacto no mercado", relata o banco. Em contrapartida, apesar das recentes quedas, os estoques internacionais (EUA, Europa e Japão) ainda permanecem em níveis confortáveis, trazendo impacto negativo aos preços.

Fonte: Estadão Conteúdo




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.