Notícias

18/09/2020 - Soja

Preços devem subir enquanto déficit na produção não for coberto


Os preços da soja estão elevados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). Nesta semana, os valores chegaram aos US$ 10 por bushel, o maior patamar em mais de dois anos. Para Liones Severo, diretor da Simconsult, esse cenário não deve ser revertido em um curto prazo.

“Essa alta é resultado do desequilíbrio entre oferta e demanda. Isso já se desenhava no ano passado, devido às perdas na safra mundial, especialmente nos Estados Unidos. A valorização já era esperada e a tendência é de que os preços continuem subindo, e assim deve continuar enquanto não for coberto o déficit mundial, que hoje está em 30 milhões de toneladas”, diz Severo.

De acordo com ele, diante da escassez da oleaginosa em diversos países, o mercado tenta buscar fontes para suprir a demanda pelo grão. “Como aqui no Brasil não tem mais soja, o mercado volta suas atenções para os EUA. No entanto, os americanos não conseguiram suprir sozinho a demanda do mercado mundial. A demanda da China aumentou e vem crescendo a cada ano, ressalta do diretor da Simconsult.

Assista a entrevista: http://tempuri.org/tempuri.html

Fonte: Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.