Notícias

14/09/2018 - Milho

Preço do milho pode cair de forma mais expressiva nas próximas semanas


O mercado não alterou seu cenário de negócios nesta quinta-feira, dia 13, mantendo um ritmo lento na comercialização. As atenções estiveram voltadas para o novo salto no dólar para patamar recorde, o que pode alterar o quadro no mercado nacional.

No geral, a semana foi de preços em queda, aponta Lessandro Carvalho, da Safras & Mercado. Segundo ele, não houveram grandes quedas, mas o movimento vem de forma gradual, com cotações entre estáveis e mais baixas no decorrer do período. O destaque fica com os recuos registrados em São Paulo, nos últimos dias.

“A oferta vai crescendo, com os produtores disponibilizando mais milho para venda, por necessidade de caixa. É época de preparo para o custeio da próxima safra de verão, e assim, pouco a pouco, as cotações vão cedendo”, explica Carvalho. Ele diz que o movimento pode se acentuar com mais milho sendo disponibilizado nas principais praças produtoras.

Outra recomendação é que o produtor se atente à volatilidade do câmbio, que afeta diretamente os preços nos portos e repercute no milho disponível.

Mercado externo
A Bolsa de de Chicago (CBOT) para o grão fechou com preços mais baixos. O mercado estendeu as perdas de quarta, diante do relatório baixista de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Os preços estão próximos do pior patamar em dois meses.

Por Canal Rural, com informações da Agência Safras, Agência Brasil e Somar




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.