Notícias

07/12/2018 - Soja

Negócios da soja parados no Brasil

Fortalecimento do Dólar ante o Real tende a estimular as exportações brasileiras da commodity

O mercado brasileiro esteve parado nesta quinta-feira (06.12), com zero de oscilação nos preços pagos nas praças internas, segundo apurou a pesquisa diária do Cepea. Já na exportação, embora também os negócios estejam parados, as cotações dos compradores caíram 0,68%, para R$ 80,10/saca sobre rodas nos portos, aumentando a queda em dezembro para 3,24%, segundo a mesma pesquisa do Cepea.

A T&F Consultoria Agroeconômica lembra que o fortalecimento do Dólar ante o Real tende a estimular as exportações brasileiras da commodity: “O Brasil é o principal concorrente dos EUA no mercado exportação de soja, e vem aumentando suas vendas para a China desde que o país asiático impôs uma tarifa de 25% sobe o produto norte-americano.”, aponta o analista da T&F Luiz Fernando Pacheco.

Fundamentos

Os mapas climáticos analisados pelos consultores da Consultoria AgResource trazem a reafirmação do padrão de chuvas escassas sobre o Médio-Sul do Brasil e a intensificação das precipitações no Médio-Norte, nestes próximos 5 dias: “Entretanto, a partir do dia 11 dezembro, índices pluviométricos entre 40-50mm acumulados voltam a regar a região Sul do Brasil. No mesmo período, o cenário climático se torna mais árido para o Centro e Nordeste. 

“Na Argentina, que passa pelo mesmo intervalo da falta de chuvas no curto prazo, também será beneficiada com totais significantes, em meados deste mês. O plantio da soja argentina acelerou nestes últimos dias, atingindo 56% nesta semana. O milho de segunda safra de nossos ‘hermanos’ também começa a ser semeado, com um progresso total em torno dos 47%, atualmente”, concluem os analistas da ARC.

Por: Leonardo Gottems

Fonte: Agrolink 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.