Notícias

17/09/2020 - Milho

Milho internacional: prêmios sobem no Brasil e na Argentina


Os prêmios do mercado do milho subiram significativamente no Brasil e na Argentina ontem (16/9), segundo informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. “A mão invisível parecia estar trabalhando nos prêmios sul-americanos, já que tanto a Argentina quanto o Brasil pareciam mais firmes por uma retomada nos interesses de compra”, comentam os analistas. 

“Tanto os valores das safras velhas quanto as novas aumentaram, com os níveis do BRASIL FOB Santos certamente se aproximando de um recorde para esta época do ano (em setembro passado, eram cerca de 35 centavos em relação ao contrato de dezembro). Na noite de terça para esta quarta-feira a Cofco voltou aos registros de exportação da Argentina reservando duas parcelas de 100k t para carregamento completo de julho”, completam. 

De acordo com a consultoria, o comerciante chinês apoiado pelo Estado já tem uma posição bastante dominante nas licenças de exportação com 1,6 milhões de toneladas de licenças reservadas este ano para março de 2021. “Dos tradicionais ABCDs, a ADM é a próxima, bem atrás com 905k t, Cargill em terceiro em 750k t, Bunge em 460k t e finalmente Dreyfus com 100k t, ficando atrás de quatro players locais, de acordo com dados do governo. O MFIG de Taiwan retornou para sua oferta mensal de milho semestral esta manhã, conseguindo 65k t a 189,63 centavos sobre o contrato de março com todas as ofertas da América do Sul e do Brasil”, informam os analistas da T&F. 

“Os dados da EIA dos EUA também saíram hoje, com analistas estimando outro leve aumento para cerca de 942K b/d e uma produção de 350k/b em estoques para 20,3 milhões de bls”, conclui. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.