Notícias

21/04/2020 - Milho

Milho: América do Sul continua ativa


A América do sul continua bastante ativa no mercado do milho internacional, junto com a Ucrânia, informou a T&F Consultoria Agroeconômica. Nesse cenário, as negociações de papel para a Argentina estão em 48 centavos de dólar para junho e 30 centavos para agosto, enquanto um Panamax de maio foi negociado a +70, embora as indicações para os tamanhos maiores tenham diminuído visivelmente. 

“O preço doméstico no Brasil continua a diminuir, o preço do Cepea agora está em R$ 51,55 – o menor desde 11 de fevereiro ou algo assim. As licenças de exportação argentinas subiram 50.000 t na sexta-feira para a LDC”, indica. 

Em relação à Ucrânia, o país saiu recentemente do intervalo da Páscoa Ortodoxa. “Mas alinha dados que mostram ainda um volume saudável de 1,8 milhão de t para enviar nas próximas semanas – incluindo 413.000 t para a China, 200.000 t para o Egito, 487.100 t para o Irã, 461,64 t para a UE e o navio Princesa A, programado para transportar 72k t para o Vietnã”, completa. 

“Ontem (20/4) o apetite da Coréia do Sul por milho não mostra sinais de abatimento, depois que a empresa MFG adquiriu outras três cargas até sexta-feira, juntamente com uma carga de farelo de soja e um pouco de compra da KFA também. Oito cargas ao todo se espalharam ao longo da segunda metade da semana – provavelmente todas sul-americanas, com o quarteto de sexta-feira previsto para carregar agosto até o início de outubro para outubro e novembro. Até agora apenas resposta limitada de KFA, NOFI e FLC”, indica. 

Nos Estados Unidos, o milho está 7% plantado, contra 5% do ano passado e 9% da média de 5 anos, segundo o Departamento de Agricultura do país (USDA). 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.