Notícias

14/11/2018 - Cana

Mercado de cana aposta em novas tecnologias para otimizar produção


A busca por novas tecnologias capazes de resolver os principais desafios dos canaviais está no centro das preocupações do setor sucroalcooleiro. Em evento realizado na última quinta, 8, em Ribeirão Preto, gestores de tecnologia das principais usinas de cana do país conheceram soluções digitais capazes de tornar suas fazendas mais produtivas e lucrativas. Os participantes puderam conferir os resultados do uso dessas tecnologias na prática com a apresentação de cases de usinas que otimizaram seus processos e recursos com essas ferramentas inovadoras. O evento foi promovido pela divisão de Agricultura da Hexagon, multinacional sueca referência mundial em soluções digitais.

A Hexagon apresentou as principais vantagens da plataforma HxGN AgrOn. A ferramenta possibilita planejamento, execução, monitoramento e automação das operações ao longo dos ciclos de cultivo, colheita e transporte da cana-de-açúcar e já é usada por grandes empresas do setor, como São Martinho e Cevasa. “A transformação digital será cada vez mais o divisor entre fazendas bem sucedidas e fazendas decadentes. Não há mais espaço para empresas com tecnologias ultrapassadas. A inovação é o caminho para garantir maior produtividade e lucratividade”, afirmou Bernardo de Castro, presidente da Hexagon Agriculture. 

O sucesso dos canaviais passa necessariamente pela automação da frota. Foi o que mostrou em sua palestra o agrônomo Rafael Peluco, Suporte Técnico Agronômico na área de Qualidade Agrícola da São Martinho, uma das maiores empresas sucroenergéticas do mundo. A frota do grupo é de 293 veículos, que rodam cerca de 90 mil quilômetros por dia, o equivalente a duas voltas na Terra. Para tornar essa frota inteligente, a São Martinho adquiriu 1700 Computadores de Bordo Ti7 da Hexagon, que garantem o monitoramento preciso e automação das operações agrícolas. Peluco contou que a empresa buscou uma parceria que contemplasse a estrutura robusta da empresa. Segundo ele, 76% dos custos do grupo estão nos processos agrícolas. 

A tecnologia também mudou o cenário da usina Cevasa. Supervisor de Controle Agrícola da empresa, Josias Rufino apresentou o case da empresa e contou que, até 2016, a Cevasa ainda não tinha mapeamento de suas fazendas. De lá para cá investiu em tecnologia para monitorar todos os equipamentos de colheita e carregamento para que as informações chegassem de forma rápida aos gestores. O resultado foi a tão esperada queda nos custos dos processos, especialmente com a redução de tempos improdutivos das máquinas e do consumo de combustível. Neste ano, a Cevasa recebeu o prêmio Mastercana, um dos maiores reconhecimentos do setor sucroalcooleiro. A Hexagon é fornecedora de tecnologia da usina. 

Coordenador de Automação Agrícola da usina Nova América, Carlos Alberto Rodrigues participou do evento com dois objetivos: buscar novos subsídios para a avaliação que a empresa faz das tecnologias existentes no mercado e conhecer os cases de sucesso. “Vim entender a viabilidade econômica que fez a São Martinho substituir suas soluções tecnológicas por produtos Hexagon”. A Nova América está testando os Computadores de Bordo da Hexagon. “Fui pessoalmente fazer o teste e o que marcava nos monitores era exatamente o que acontecia no solo”, observou Rodrigues. 

A gestora de Programação Agroindustrial da Raízen, Debora Marques Medici também participou do evento com o intuito de verificar como o setor sucroalcooleiro tem respondido às novas tecnologias. Ela destacou a expressiva participação do agronegócio no encontro. “É muito bom ver o interesse do segmento por novas tecnologias, se preocupando com a profissionalização do campo. Não há um monopólio, todos estão crescendo de maneira sustentável.”, destacou Medici. A Raízen otimizou os processos agrícolas de suas 19 unidades com a solução Sala de Controle da Hexagon. 

Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.