Notícias

23/01/2020 - Milho

Indústria de milho chinesa começa a operar em outubro em Maracaju


Com previsão de gerar 300 empregos diretos, a indústria de processamento de milho da empresa chinesa BBCA, em Maracaju (MS), começa efetivamente a operar em outubro deste ano. As obras estão em ritmo acelerado e a unidade deverá produzir amido e farelo de milho. 

“A BBCA nos apresentou uma série de produtos que a empresa já fabrica na China, como tecidos e produtos biodegradáveis. Também foram apresentados os produtos que serão feitos na fábrica em Maracaju, iniciando pelo amido. Eles informaram que as obras da indústria estão em ritmo forte e, em outubro, inicia a produção de amido e farelo de milho. Essa é uma notícia positiva, pois consolida mais um investimento em Mato Grosso do Sul, o que é fundamental na geração de mais empregos no Estado”, destacou Jaime Verruck, secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar.

Segundo informações do diretor-geral da BBCA no Brasil, Hailong Huang, nessa fase da obra estão sendo gerados 64 empregos brasileiros. Quando a indústria iniciar a produção serão gerados 300 empregos diretos. Atualmente, 104 pessoas trabalham nos escritórios da empresa no Brasil, em Maracaju e São Paulo.

A unidade da BBCA em Maracaju tem previsão de processar 200 mil toneladas de milho por ano na produção de amido e farelo de milho. Toda a produção será exportada para América Latina. A perspectiva futura, de acordo com as informações de Huang, é que a indústria produza produzir PLA, material utilizado em produtos biodegradáveis.

Por Rosana Siqueira
Fonte: Campo Grande News




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.