Notícias

08/06/2018 - Algodão

Importação de algodão pela China deve crescer para 3 mi t até 2019/20, diz Dreyfus


A China deve voltar a ser um importador de algodão de destaque, levando entre 10 milhões e 15 milhões de fardos (2 a 3 milhões de toneladas) a cada ano até 2019/20, disse Tim Bourgois, chefe da plataforma de algodão na trading Louis Dreyfus Company (LDC).

As importações devem ficar em torno de 5 milhões de fardos em 2017/18, disse ele em uma conferência do setor em Harbin, na China, nesta quinta-feira. A previsão vem após a associação da indústria de algodão da China ter dito no início desta semana que Pequim emitirá mais cotas de importação para impulsionar as compras no exterior.

Uma vez o maior importador de algodão do mundo, a China viu suas importações encolherem de mais de 5 milhões de toneladas em 2011/12 para cerca de 1 milhão de toneladas no ano passado, devido a seus esforços para reduzir os estoques estatais da fibra.

Agora, depois de vários anos de leilões e com a demanda melhorando, os compradores devem retornar ao mercado para aliviar o déficit de produção doméstica. O uso doméstico de algodão deverá aumentar em 1,5 milhão de fardos, para 41,5 milhões de fardos em 2018/19, disse Bourgois.

Por Hallie Gu e Dominique Patton
Tradução Redação São Paulo
Fonte: REUTERS JRG RS




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.