Notícias

10/07/2018 - Clima

Frente fria persiste e região Sul pode registrar geadas e até neve


Novas instabilidades chegam ao Sul do Brasil e isso ajudará para que o frio não seja tão intenso. Ainda assim, não está descartada a possibilidade de geadas em alguns municípios e até neve nos pontos mais altos da serra gaúcha. No Centro-Oeste e Sudeste o frio também chega com força. As mínimas serão de 6ºC e as máximas de 16ºC na região Centro-Sul.

SUL

Durante esta terça-feira, a formação de um ciclone extratropical na costa da região Sul do país, mantém as pancadas de chuva em todo o leste da região, desde o Rio Grande do Sul até o Paraná. No entanto, os maiores acumulados ficam concentrados entre o norte gaúcho e o sul catarinense. Já na maior parte da região, é uma massa de ar seco e fria que predomina e mantém o tempo firme ao longo do dia. O destaque fica por conta do frio, com os ventos soprando de sul que transportam o ar polar, as temperaturas são baixas e sustentam a sensação de gelada em toda a região. Aliás, na serra gaúcha até a serra catarinense não se descartam a possibilidade para chuva congelada e/ou neve, até o finalzinho desta madrugada. Sendo que a probabilidade de queda de neve é maior nas cidades de São Joaquim, Urupema e Bom Jardim da Serra, no estado de Santa Catarina.

SUDESTE

Uma frente fria ligada a formação de um ciclone extratropical mais afastado no oceano, favorece a entrada de ventos úmidos pela costa do Sudeste, e é por isso que as nuvens mais carregadas se formam desde o litoral sul paulista, passando pela zona da mata mineira e indo até o sul do Espírito Santo. Na maior parte da Região, é uma massa de ar seco que predomina e deixa o tempo firme e ensolarado. Com relação às temperaturas, a sensação de frio aumenta, inclusive na capital paulista. Devido a uma massa de ar polar que vai do sul do Brasil até o sul de Minas. Há risco para baixa visibilidade no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, onde as atividades podem ser até paralisadas por um tempo.

CENTRO-OESTE

Durante esta terça-feira, nada de chuva no centro do país. Uma massa de ar seco ainda predomina sobre o Brasil Central e inibe a formação de nuvens carregadas. A umidade relativa do ar na Região já ficou abaixo de 30%, à tarde, por dias consecutivos e não tem previsão de melhora pelo menos pelos próximos dias, durante este mesmo período. O destaque fica por conta do frio, onde as temperaturas caem com o avanço de uma massa de ar polar, especialmente no Mato Grosso do Sul.

NORDESTE

A massa de ar seco segue avançando pelo Nordeste e deixa o tempo na maior parte da Região. É somente no litoral que a chuva ainda persiste devido aos ventos úmidos que sopram do oceano em direção ao continente. A umidade do ar segue baixa, especialmente no interior baiano, sul do Maranhão e sul do Piauí, onde não chove há pelo menos 70 dias. Ainda faz calor em praticamente toda a região.

NORTE

As instabilidades tropicais mantêm as nuvens carregadas nas áreas mais ao norte da Região, com acumulados mais expressivos entre o noroeste do Amazonas e Roraima. Enquanto isso, na metade sul, desde o Tocantins até o Acre, é a uma massa de ar seco que predomina e mantém o tempo firme ao longo do dia. O destaque fica por conta da queda na temperatura em áreas de Rondônia, Acre e sul do Amazonas, devido a uma friagem onde os ventos sopram de sul e transportam ar frio para a região.

Fonte: Projeto Soja Brasil | Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.