Notícias

16/05/2019 - Milho

Fethab: produtores de Mato Grosso protestam contra imposto sobre o milho


Mais de mil de produtores rurais de Mato Grosso se reuniram ontem (15/5), em Cuiabá, para protestar contra a cobrança do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) sobre a produção de milho. A manifestação, chamada de “Movimento Mato Grosso Forte – quem paga imposto cobra resultado” também pretende cobrar investimentos em infraestrutura no estado, onde os recursos recolhidos com o imposto devem ser investidos.

De acordo com a Aprosoja-MT, que está organizando o encontro, a ação nasceu de pequenos e médios produtores que se sentem lesados por não verem uma correta destinação dos recursos oriundos do Fethab da soja e recentemente do milho. Em janeiro deste ano, governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, sancionou uma lei que ampliou o número de culturas que deveriam pagar o tributo. Para o milho, por exemplo, o produtor passou a pagar R$ 8,33 por tonelada que for vendida para outros estados e outros países. Isso equivale a R$ 0,50 por saca do cereal. 

O vice-presidente da Aprosoja-MT, Fernando Cadore, afirma que o movimento é uma tradução das vontades das bases e que reflete a insatisfação dos produtores rurais em relação a tributação no estado e a destinação incorreta do recurso arrecadado.

“Nós temos aqui 1.300 produtores rurais, que possuem no total cerca de três milhões de hectares. Os produtores rurais estão mostrando que não cabe imposto em uma cultura penalizada como o milho em um estado como Mato Grosso, que está a dois mil quilômetros dos portos”, afirma.

Em entrevista ao programa Direto ao Ponto do domingo, dia 12, Cadore afirmou que a taxação sobre o milho inviabiliza a produção da cultura no estado. ‘’Não cabe em Mato Grosso uma tributação em uma cultura, que por si só, os números mostram (..), são números do Imea, que dão uma margem negativa de R$ 0,98 para o produtor’’, explica Cadore.

Os produtores rurais devem entregar um documento na presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e para o governador Mauro Mendes contendo as reivindicações. Uma caminhada está agendada para acontecer às 13h30, no horário de Cuiabá.

Fonte: Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.