Notícias

25/01/2018 - Outros

Feijão-carioca: grandes lotes foram vendidos


Produtores do Noroeste de Minas Gerais entraram ontem, noite adentro, colhendo. A razão é simples, as chuvas estão chegando na região. Durante todo o dia, produtores, corretores e empacotadores foram relatando vendas que variaram desde R$ 80 para Feijões nota 8, colhidos agora em janeiro, ou mesmo do ano passado, até R$ 100 / R$ 105, para os Feijões de melhor cor, entre notas 8,5 e 9. Uma característica desta semana é que os relatos são de grandes volumes, não somente de uma carreta em cada negociação. É coerente com o consumo do Brasil, não há a percepção de que as compras aconteçam para estocagem, prevendo qualquer movimento de alta, mas do fluxo do dia a dia. Do lado dos produtores, a razão para venda é das mais convincentes, "lucro não quebra ninguém", afirmava ontem um produtor que liquidou o estoque. 

Feijão-preto
O Feijão-preto tem desafiado os empacotadores, pois não há oferta suficiente de Feijão novo de boa  qualidade. Por outro lado, o baixo preço do carioca diminui em várias regiões o consumo do Feijão-preto. Os negócios ontem nas fontes foram poucos devido a pouca oferta, ao redor de R$ 130, FOB fazenda, no Paraná.

Fonte: IBRAFE




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.