Notícias

08/07/2020 - Milho

EUA e Argentina movimentam mercado de milho


A redução da qualidade norte-americana e aceleração das vendas na Argentina são os destaques no mercado internacional de milho, segundo as informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. “Durante a noite, dados de progresso da safra dos EUA e dados da CFTC mostraram algumas das marés de mudança em torno do complexo de milho, com um corte esperado de dois pontos na qualidade confirmada e uma redução acentuada na posição líquida vendida”, indicaram os analistas da consultoria. 

“O milho bom e excelente foi avaliado em 71%, abaixo dos 73%, mas em linha com as expectativas, enquanto o embonecamento é evidente em 10% da safra – contra uma média de cinco anos de 16%. Também foram revelados ontem dados de inspeções de exportação que mostraram uma decepcionante compensação de 960kt nos portos dos EUA na semana até 2 de julho, embora as notas de vendas privadas que cobrem a China e o México tenham ajudado”, completam. 

Nesse cenário, a China já captou pouco mais de 400 mil toneladas da nova safra dos EUA na última semana, enquanto a compra de 182 mil toneladas do México incluiu 61 mil toneladas do ano de comercialização atual. “ora isso, os prêmios da América do Sul estão mantendo seu nível recente, embora o ritmo de exportação da Argentina esteja batendo novos recordes, com junho previsto para ser outro grande mês, depois que maio relatou mais de 4 milhões de t de  embarque de milho”, indicam. 

“A base rápida está sob pressão, com julho relatado oferecido a 40 centavos sobre o contrato de setembro. Ainda esta semana, a atualização do Wasde reunirá as atualizações de áreas e estoques do início do mês e provavelmente revisitará os estoques do final do ano comercial”, concluem. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.