Notícias

09/08/2018 - Cana

EUA aprovam açúcar de cana transgênica brasileira


A Food and Drug Administration (FDA ), agência norte-americana de fiscalização e regulamentação de alimentos e remédios, aprovou a segurança para o consumo do açúcar produzido a partir de uma variedade de cana-de-açúcar brasileira geneticamente modificada. Desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), a variedade já havia sido aprovada pelo Canadá e agora espera sinal verde do Japão. 

A variedade é resistente à broca, praga que é capaz de gerar um prejuízo de até R$ 5 bilhões por ano para o setor. De acordo com Viler Correa Janeiro, diretor de etanol celulósico e assuntos corporativos do CTC, o Centro iniciou um processo de avaliação nos países com mais credibilidade no meio científico. 

“Iniciamos o processo de avaliação internacional em vários países, principalmente naqueles que são importadores de cana. Além deles, em alguns que são reconhecidos pela credibilidade científica, caso de EUA, Canadá e Japão. Neles, ter uma avaliação positiva quanto à segurança e avaliação do açúcar é muito importante”, conta. 

Atualmente o Brasil exporta açúcar para cerca de 150 países, sendo que Indonésia, Índia e Rússia já receberam informações sobre essa variedade de açúcar e podem passar a comprá-lo em breve. Segundo Janeiro, será possível reduzir o uso de inseticidas nas lavouras, o que beneficiará o bolso do produtor e o meio ambiente. 

“Para o produtor, fica mais simples o manejo do canavial e reduzir a quantidade de inseticidas é muito importante. E tem a produtividade maior, que deve corresponder na mesma proporção”, explica. 

Agora, a expectativa é de que a primeira moagem da cana transgênica aconteça entre os anos de 2020 e 2021. Após isso, o açúcar será disponibilizado ao consumidor brasileiro. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.