Notícias

22/05/2018 - Trigo

Estiagem prolongada ameaça safra paranaense


A estiagem prolongada no Paraná está impedindo o plantio da safra de trigo dentro do período ideal. Segundo a Embrapa soja, a semeadura no Estado deveria ser feita entre 21 de março e 10 de maio, mas até 14 de maio aproximadamente 365 mil hectares (35% do total) foram semeados. A maioria (90%) das lavouras está em fase de germinação, quando a umidade é fundamental. "A estação meteorológica da Embrapa Soja registrou 42 dias (2 de abril até 14 de maio) sem chuvas em Londrina (PR). Enquanto a média histórica (2008 a 2017) de chuva acumulada neste período ideal de semeadura é de 170 mm, em 2018 choveu apenas 77 mm", diz a empresa em nota publicada em seu site. Segundo o pesquisador Sérgio Ricardo da Silva, da Embrapa Trigo, desde 2009 não se registrava um déficit hídrico tão pronunciado na região.

Silva conta que parte dos produtores semeou "no pó" acreditando que "no rápido restabelecimento das chuvas, para não comprometer o calendário agrícola do ano". Além disso, esses agricultores conseguiram semear o trigo dentro do período recomendado pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC), o que é um dos pré-requisitos para a obtenção de financiamento e seguro agrícolas”, diz.

Para o pesquisador, agricultores da região norte do Paraná que ainda não plantaram estão diante de um difícil dilema: não cultivar trigo em 2018 ou realizar a semeadura fora do período ideal. “A primeira opção significa não correr riscos de perda de produção, porém, o agricultor abrirá mão de uma fonte adicional de remuneração com a venda do trigo, e também aumentará o custo total da safra de verão, pois o custo fixo da propriedade não poderá ser dividido com a cultura de inverno”, avalia.

Fonte: Broadcast Agro




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.