Notícias

09/07/2019 - Tecnologia

"Estamos conectando nossas lavouras à internet"


A SLC Agricola foi fundada em 1977 pelo Grupo SLC, através da incorporação de algumas pequenas propriedades dos sócios no noroeste do Rio Grande do Sul. A partir da década de 80, iniciou-se um movimento de migração para o centro-oeste. Hoje a empresa não possui mais fazendas no Sul, e tem 16 propriedades em operação em seis estados do Cerrado Brasileiro.

“Nossos produtos são algodão, soja e milho. Há ótimos fundamentos para a contínua expansão de demanda em todas essas culturas, e estamos estrategicamente posicionados para nos beneficiarmos disso”, observa. Na safra atual (2018/19) foram plantados 458 mil hectares.

Defina o perfil do empresário rural de sucesso no futuro.
Não será possível ter sucesso no futuro se o produtor não estiver atento às novas tecnologias que estão vindo para o campo. A Agricultura está passando por uma nova revolução, a revolução digital, e a maneira de produzir irá mudar significativamente. Conseguiremos fazer ainda mais, com menos.

Como é possível aliar produtividade, eficiência, tecnologia e sustentabilidade?
Nossa visão é muito clara a respeito desse tema. Na verdade esses elementos já estão intimamente ligados: a forma mais sustentável de produzir é como eficiência e tecnologia, isso gera alta produtividade, e, portanto, maximiza o uso dos insumos, principalmente o ativo “terra”, dado que maior a produtividade na terra existente reduz a necessidade de expansão. Nosso modelo de produção é de zero erosão (perda de solo), com plantio direto na palhada e rotação de culturas. Nossos solos vão ficando melhores com o tempo. Isso é sustentabilidade.

Apostar no mercado de orgânicos é uma alternativa rentável?
Em larga escala nossa experiência mostra que é muito difícil produzir orgânicos. Temos estudos há alguns anos, mas a tecnologia existente não permite um bom rendimento. As produtividades são mais baixas, e, assim, o produto fica mais caro e demanda mais terra para produzir a mesma quantidade, indo contra os princípios da sustentabilidade de uso mais eficiente dos recursos.

Quais são os planos para os próximos anos?
Vemos uma grande oportunidade pela frente com a implementação da chamada agricultura digital. No momento, estamos “conectando nossas lavouras à internet”, e isso irá possibilitar uma série de iniciativas voltadas a maximizar a eficiência em todos os sentidos, especialmente na utilização dos insumos e eficiência operacional das máquinas.

Considerações finais
O maior desafio de todos é com certeza a logística. Isso afeta principalmente a operação no Cerrado, que hoje é a maior região produtora de grãos do país. Nossa produção seguirá aumentando, e precisamos do suporte logístico para despachar esses produtos sem um custo exorbitante, o que tira competitividade do país e reduz as margens dos produtores.

Fonte: Jornal A Hora




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.