Notícias

26/08/2020 - Soja

Escassez da soja ainda influencia mercado


A escassez de soja ainda continua influenciando o mercado brasileiro da oleaginosa, de acordo com as informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. No estado Rio Grande do Sul, por exemplo, houve uma nova alta, mas que não foi influenciada nem por Chicago e nem pelo dólar. 

“A grande escassez de matéria-prima fez o preço da soja subir mais um real/saca para R$ 134,00/saca no porto gaúcho de Rio Grande, pago pelas indústrias locais, ontem (25/8).  No interior, no entroncamento ferroviário de Cruz Alta o preço subiu mais 2 reais/saca para R$ 132,00 e subiu um real para R$ 131,00 também em Ijuí e Passo Fundo, para final de setembro”, informa. 

No Paraná praticamente não houve mercado, com raríssimas ofertas por falta de produto. “No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa continuou a R$ 110,00. Na tabela nº 1 acima pode-se ver os preços para os produtores em outras praças e ao lado o progresso (bem adiantado) da Comercialização no Paraná”, comenta. 

Para o Centro-Oeste, o mercado continua agressivo. “No Mato Grosso do Sul, os preços do disponível permaneceu em R$ 110,00 em Caarapó, R$ 128,00 em Campo Grande, R$ 127,00 em Chapadão do Sul, R$ 129,00 em Dourados, R$ 124,00 em Maracajú e R$ 127,00 em São Gabriel do Oeste”, completa. 

“No Mato Grosso, em Campo Verde o preço começou a semana ao redor de R$ 122,50, em Lucas do Rio Verde a R$ 116,50, em Nova Mutum a 125,00, R$ 123,50 em Primavera do Leste, R$ 127,0 em Rondonópolis e R$ 123,50 em Sorriso. Em Goiás, os preços se mantiveram pelo segundo dia consecutivo em R$ 128,50/saca em Rio Verde e R$ 127,0 em Montevidiu, R$ 120,00 em Cristalina e Morrinhos, R$ 120,00 em Formosa”, conclui. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.