Notícias

21/05/2019 - Tecnologia

Embratel e AgrusData anunciam parceria para agronegócio


A Embratel e a AgrusData anunciam parceria para desenvolvimento de soluções conectadas para o agronegócio. O acordo une a experiência das companhias para lançar ao mercado soluções para transformar o agronegócio brasileiro, com o uso de Inteligência Artificial, sensores, armazenamento em Nuvem, Machine Learning, conectividade e painéis de controle.

“A Embratel acompanha e investe no agronegócio brasileiro. Apenas para o segmento de grãos, a estimativa de produção nacional é de 235 milhões de toneladas na safra 2018/19”, explica Eduardo Polidoro, Diretor de Negócios de IoT da Embratel. “Acreditamos que a parceria com a AgrusData levará resultados importantes aos negócios e ao segmento no Brasil”, afirma, lembrando que as plataformas desenvolvidas são capazes de entregar insights valiosos aos cultivadores, com informações essenciais para a tomada de decisão nos negócios.

A AgrusData investe em pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos digitais para o agronegócio. O acordo com a Embratel irá ampliar o acesso às soluções criadas, democratizando a tecnologia no campo”, afirma Herlon Oliveira, CEO da AgrusData.

Entre as soluções de destaque está a plataforma Agricultura Digital Embratel powered by AgrusData. Hospedada em Data Center da Embratel, a oferta coleta dados relevantes como umidade do solo e do ar, temperatura e outras informações meteorológicas, com o uso de sensores instalados no campo. As informações são tratadas com o uso de Analytics, ajudando no controle das plantações e no diagnóstico de medidas corretas sobre irrigação e pulverização, por exemplo. Dessa forma, a tecnologia propicia o aumento da produtividade e a redução de custos em plantações extensas como de soja, milho e café.

“Hospedar os dados em Data Center no Brasil atende uma demanda crescente do agronegócio nacional por manter as informações em solo brasileiro, principalmente por serem informações estratégicas e de segurança nacional”, afirma Polidoro, da Embratel. Os empresários do segmento buscam ter acesso completo aos dados coletados de suas máquinas e plantações com rapidez e segurança, ação possível por meio dos centros da Embratel.

De acordo com Oliveira, da AgrusData, quanto maior a quantidade de dados coletada e analisada, melhor será o modelo de plantação desenvolvido. “Com o uso da agricultura digital, novas práticas são disseminadas no setor, ajudando a criar algoritmos específicos para as áreas de plantação, por meio do Machine Learning, que irão sugerir ao agrônomo as correções e melhorias específicas para cada cultivo”, analisa.

A Plataforma de Silos Conectados Embratel powered by AgrusData possibilita saber, em tempo real, qual o volume de grãos estocado em cada silo. A solução, também hospedada em Nuvem, é uma inovação no mercado de armazenamento de grãos, hoje dependente do controle manual, com profissionais subindo até o topo dos silos para efetuar a análise. A nova plataforma fornece mais segurança a esse ambiente, automatizando o controle e impedindo que colaboradores sejam colocados em risco ao subirem dezenas de metros para analisar o armazenamento.

O segmento de silvicultura, focada no cultivo de florestas por meio do manejo agrícola para produzir madeiras e outros derivados, também passa a ter disponível uma solução conectada. A Floresta Conectada Embratel powered by AgrusData possibilita a gestão automatizada de ativos e o acompanhamento em tempo real da floresta, por meio de algoritmos, gerando redução de custos operacionais com a análise de dados coletados nas máquinas e plantações, e armazenados em Nuvem. A solução possibilita, por exemplo, o controle de uso de combustível em máquinas de colheita harvester (equipamento usado para corte da árvore, derrubada, desgalhamento, descascamento, traçamento e formação de pilhas de toras) e forwarder (máquina usada para remoção e transporte das toras).

As novas plataformas reforçam os investimentos da Embratel no segmento de Internet das Coisas, que envolvem também novas redes NB-IoT, ideais para o uso no campo, pois possibilita a criação de dispositivos de baixo consumo de energia e latência.

A conectividade é fundamental para o desenvolvimento do agronegócio digital. A Embratel investe para levar infraestrutura a regiões mais remotas, como os campos de cultivo e florestas, por meio de instalações de estação rádio base e soluções como Banda Larga via satélite.

“Com a parceria, ampliamos nossa atuação no segmento de agronegócio, com soluções conectadas para levar a transformação digital ao campo”, afirma Polidoro, da Embratel.

Fonte: Infor Channel




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.