Notícias

19/09/2018 - Milho

Em busca da 'safrinha perfeita', plantio de soja avança com força no Paraná


Segundo maior produtor de soja do Brasil, o Paraná está com o plantio bastante avançado em comparação com as últimas cinco safras. De acordo com o boletim do Departamento de Economia Rural (Deral), nesta terça-feira (18), 9% da área dedicada à oleaginosa havia sido coberta, contra apenas 1% do mesmo período do ano passado.

A entrada das plantadeiras aconteceu graças às chuvas, que aumentaram a umidade do solo em diferentes regiões produtivas do estado. O cenário, segundo a previsão, vai continuar favorável. “O produtor está animado com o clima. Nas cidades da região, o plantio está intensificado, principalmente naquelas áreas que colheram trigo mais cedo ou que prepararam a terra depois do milho safrinha. E com a previsão do tempo, que intercala dias ensolarados com chuva, o produtor não vai parar”, conta Paulo Orso, presidente do Sindicato Rural de Cascavel.

Semear a oleaginosa mais cedo é importante para o Paraná, que cada vez mais tem apostado no milho segunda safra, também chamado de milho safrinha. Quanto mais tarde for o plantio do cereal, menor será o potencial e maior o risco de perdas por secas e geadas. Neste ano, por exemplo, o Paraná registrou uma quebra de 1 milhão de hectares de milho safrinha decorrente de uma forte estiagem.

Segundo o analista do Departamento de Economia Rural do Paraná (Deral), Marcelo Garrido, se as condições climáticas ideais para semeadura permanecerem, o plantio tende a ser muito rápido. “O ritmo pode continuar bem forte. Esse avanço antecipado repercute em produtividade lá na frente, principalmente em relação ao milho segunda safra”, diz. No Paraná, foram semeados cerca de 500 mil hectares de soja entre os dias 11 e 18 de setembro deste ano, contra apenas 30 mil ha no mesmo período do ano passado.

Em 2018/19, a safra de soja do Paraná está estimada pelo Deral em 19,6 milhões de toneladas, o que seria um crescimento de 3% ante 2017/18, ficando atrás apenas do recorde registrado em 2016/17 (19,9 milhões de toneladas). O Deral projeta o plantio em 5,45 milhões de hectares, com estabilidade ante a temporada passada.

Segundo Luiz Renato Lazinski, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Paraná, o clima no Paraná continua neutro no fim deste inverno e no início da primavera, com chuvas irregulares. O cenário muda em novembro, com a volta do El Niño. “As chuvas serão mais regulares e abundantes. Um clima bom para nossa safra, aqui no Paraná”, diz.


Por Gabriel Azevedo
Fonte: Gazeta Povo




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.