Notícias

21/05/2020 - Milho

Efeito câmbio: custo para produzir milho está quase 8% mais caro em MT


A colheita da segunda safra de milho ainda dá os primeiros passos em Mato Grosso, mas muitos agricultores já programam o cultivo que será feito no ano que vem. E o momento é de atenção, já que a alta do Dólar tem elevado o preço dos insumos. Em apenas um mês, a despesa com o custeio da lavoura subiu cerca de 4%, segundo o Imea.

O custo estimado com a compra dos insumos para uma lavoura de alta tecnologia, capaz de produzir em média mais de 126 sacas de milho por hectare, gira em torno de R$ 1.798,30 por hectare. Essa conta leva em consideração os gastos operacionais com máquinas e implementos, mão-de-obra, sementes, corretivos de solo, fertilizantes e agroquímicos. O valor é 4% maior que o registrado em março, (R$ 1.729,27/ha) e 7,6% superior ao contabilizado em abril do ano passado (R$ 1.670,85/ha).

A diferença é resultado direto da valorização do Dólar, que encareceu os insumos importados. O preço dos fungicidas, por exemplo, saltou 10,6% entre março e abril deste ano e está 29% mais caro que em abril do ano passado. Os herbicidas e os inseticidas também subiram na mesma proporção. Já o custo com macronutrientes saltou 4,6% em um mês e 3,7% em um ano.

Segundo o Imea, o valor médio da moeda norte-americana em abril ficou em R$ 5,32 contra R$ 4,60 em março e R$ 3,89 há um ano.

Fonte: Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.