Notícias

29/09/2020 - Milho

Dólar sustenta preços do milho nos portos brasileiros


O mercado brasileiro de milho apresentou preços firmes, de estáveis a mais altos, novamente ontem (28/9). Com o dólar em elevação há cada vez maior sustentação às cotações nos portos e a oferta restrita vai trazendo suporte no interior.

No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 65,50/67 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), o valor da saca ficou entra R$ 64,70/66.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 58,50/60 a saca em Cascavel. Em São Paulo, o preço foi de R$ 62/63 na Mogiana. Em Campinas CIF, a cotação chegou a R$ 64/66 a saca.

No Rio Grande do Sul, o valor ficou entre R$ 67/69 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, o valor negociado foi de R$ 58/60 a saca em Uberlândia. Em Goiás, o preço esteve em R$ 55 – R$ 56 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, a cotação chegou a R$ 54/57 a saca em Rondonópolis.

Chicago
A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão desta segunda-feira, 28, com preços mais altos. O mercado se recuperou das perdas registradas mais cedo, buscando suporte na boa demanda para o cereal norte-americano.

As inspeções de exportação norte-americana de milho chegaram a 806.639 toneladas na semana encerrada no dia 24 de setembro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Analistas esperavam o número em 725 mil toneladas. Na semana anterior, haviam atingido 765.589 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado foi de 421.735 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1o de setembro, as inspeções somam 2.783.261 toneladas, contra 1.552.263 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

Exportadores privados dos Estados Unidos informaram ao Departamento de Agricultura norte-americano uma operação envolvendo 207.140 toneladas de milho recebidas no período coberto pelo relatório para destinos não revelados. A entrega está prevista para 2020/21.

Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 110.800 toneladas de milho para o Japão. A entrega está programada para a temporada 2020/21.

Os contratos de milho com entrega em dezembro fecharam a US$ 3,66, com alta de 1,50 centavo, ou 0,41%, em relação ao fechamento anterior. A posição março de 2021 fechou a sessão a US$ 3,75 por bushel, recuo de 2,25 centavos de dólar, ou 0,6%, em relação ao fechamento anterior.

Câmbio
O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 1,49%, sendo negociado a R$ 5,6390 para venda e a R$ 5,6370 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,5150 e a máxima de R$ 5,6760.

Fonte: Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.