Notícias

09/04/2019 - Outros

"Dá para produzir sem destruir o meio ambiente", diz Graziano


Ponta Grossa recebe hoje (9/4) a quarta edição do projeto CBN Agro, promovido em oito cidades do Paraná e na capital do Mato Grosso do Sul. Neste primeiro ciclo de palestras o tema “Sustentabilidade e desenvolvimento: 10 desafios para o futuro do agronegócio” será discutido por Xico Graziano, engenheiro agrônomo mestre em Economia Agrária e doutor em Administração.

Em entrevista ao jornal Diário dos Campos o especialista destaca que os desafios que serão trabalhados são provenientes de diversas naturezas. “Alguns ligados a mercado, negócios, tecnologia, comportamento, cultura... eles foram identificados em função do momento político e econômico do nosso país, frente ao que está acontecendo ao mundo”, aponta Graziano.

Segundo ele, após a apresentação dos pontos considerados como tendências será discutida a preparação do público para as novas demandas do setor. “Na sequência da palestra quero provocar quem estiver ouvindo para saber se eles estão preparados para enfrentar esses desafios. Por exemplo: estão preparados para o avanço tecnológico? O que tem sido feito nesse sentido? Novas ferramentas vão se impondo, e ou você acompanha ou não sobrevive na sua atividade - e isso vale para áreas além do agronegócio”, pondera Xico Graziano.

O engenheiro agrônomo já publicou oito livros sobre temas da questão agrária, agricultura, sustentabilidade e democracia e destaca a motivação como fator imprescindível para a atualização do negócio. “As pessoas devem entender o que têm para enfrentar e se sentir motivadas para acompanhar esse novo ritmo”, diz ele.

Sobre a produção agropecuária da região dos Campos Gerais, Graziano, que é professor credenciado do curso de MBA/FGV em Gestão do Agronegócio, destaca a bacia leiteira. “Conheço a produção de leite de Carambeí e considero a cooperativa e seus aspectos como uma das coisas mais espetaculares que existe no Brasil em termos de nível de tecnologia, produtividade e organização. Gosto muito do trabalho deles”, analisa o palestrante.

Outra característica da região dos Campos Gerais que chama a atenção de Xico é a Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana. “Também acompanho um pouco o fato de que há uma divergência antiga na região entre a preservação ambiental e a ocupação agrícola. Não sei como está essa polêmica no momento, mas ela tem que ser sempre vencida no sentido de que é possível fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Dá pra preservar e dá pra produzir sem destruir o meio ambiente; essa é a agricultura que a gente quer pro nosso Brasil”, analisa Graziano.

Por Millena Sartori
Fonte: Diário dos Campos - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.