Notícias

06/08/2019 - Milho

Cotação do milho caiu com o avanço da colheita e maior oferta


A maior disponibilidade do cereal no mercado interno, com o avanço da colheita da segunda safra, pressionou para baixo os preços em julho.  No Paraná, 73% do milho fora colhido até o dia 29/7 (Deral) e em Mato Grosso, até o dia 26/7, a colheita atingira 93,4% da área semeada com a cultura (Imea). 

A produção nacional na segunda safra cresceu 34,2% nesta temporada (2018/2019), frente à passada, o equivalente a 18,41 milhões de toneladas a mais. Os dados são do relatório divulgado em julho pela Conab. 

Apesar do viés de baixa, a demanda aquecida para exportação acabou limitando os recuos dos preços. 

Para o curto prazo, ou seja, ao longo das primeiras semanas de agosto, ainda existe espaço para recuos nos preços do milho no mercado brasileiro, considerando a maior oferta com a conclusão da colheita no país. 

Para o médio e longo prazos, a expectativa é de aumento nos volumes embarcados, o que poderá dar sustentação às cotações. 

Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.