Notícias

12/08/2019 - Cana

Cooperativa já usa drones para pulverizar cana-de-açúcar


Há algum tempo a agricultura de precisão fala sobre o uso de drones no auxílio das atividades das fazendas. Seja para mapear, detectar anomalias e até mesmo pulverizar. Mas você deve estar pensando que o objeto tem pouca capacidade de armazenamento para líquidos, certo? De fato sim, mas ele não serve para pulverizar uma lavoura inteira, mas sim fazer aplicações pontuais em talhões ou áreas com problemas.

A própria ministra da Agricultura, Tereza Cristina, esteve recentemente em Bebedouro (SP) e pode acompanhar de perto o trabalho realizado pela Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais e conheceu o programa digital da cooperativa que envolve o uso de drones.

De acordo com o serviço oferecido pela cooperativa, as lavouras são mapeadas via drones, satélites e outras tecnologias, o que permite ao produtor identificar falhas em locais de difícil de acesso da plantação. Por meio do mapeamento, é possível verificar áreas atingidas por pragas e ervas daninhas, por exemplo.

Neste caso, os drones passam a ser usados para pulverizar as propriedades. Com um plano de voo delimitado, o aparelho solta gotas de defensivos somente nas plantas afetadas e mapeadas, com aplicação do produto de forma pontual e sem contato humano.

Segundo a cooperativa, a técnica reduz o custo da produção, diminui o uso de insumos e defensivos agrícolas e aumenta a produtividade. A pulverização por meio de drones já foi aplicada em mais de mil hectares de plantação de cana-de-açúcar, conforme a cooperativa.

Após conhecer a técnica, a ministra informou que pretende apresentar o projeto em audiência pública na Câmara dos Deputados sobre defensivos agrícolas. “Isso [drones] não é apenas para grande produtor. Vocês estão usando com seus cooperados, que não são produtores enormes, latifundiários. Quero mostrar o drone passando exatamente no local onde é necessário”, disse Tereza Cristina.

Com mais de 35 mil associados, a Coopercitrus é uma das maiores cooperativas do país na comercialização de insumos, máquinas e implementos agrícolas. São 60 filiais distribuídas por municípios de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Fonte: Canal Rural 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.