Notícias

09/06/2020 - Milho

Confira os preços do milho no Brasil


No Rio Grande do Sul, os preços acabaram recuando 2 reais no interior e um real no porto ontem (8/6), indicou a T&F Consultoria Agroeconômica. De acordo com a consultoria, com o dólar desvalorizando novamente, as receitas de exportação de carne diminuem e as indústrias não podem pagar o mesmo valor pelas matérias primas. 

“Na média os preços recuaram para R$ 46,00, contra a média de R$ 47,50/R$ 48,00 até a semana passada. Os preços para exportação, para entrega em fevereiro de  2021  sobre  rodas  no  porto  de  Rio  Grande  recuaram  um  real/saca  para  R$ 44,00/saca, segundo informações de mercado”, indica a T&F. 

Em relação ao estado de Santa Catarina, foi registrada compra de 25.000 toneladas de milho do Mato Grosso do Sul nesta semana. “Os preços do mercado de lotes no estado recuaram cerca de 0,98% para R$ 50,00 em Campos Novos, R$ 50,50 em Canoinhas e Chapecó, R$ 51,00 em Mafra e permaneceram em R$ 53,00 em Concórdia. Os preços para os produtores, por sua vez, no mercado de balcão, também permaneceram em R$ 42,00 em Campos Novos, R$43,50 em Canoinhas, R$ 42,50 em Mafra, R$ 43,25 em Chapecó e R$ 42,50/saca em Concórdia”, completa. 

No Paraná, chuva abundante aliviou o estresse das lavouras no estado. “Na região dos Campos Gerais, Leste do estado, o preço do milho foi de R$ 45,00 no spot, R$ 44,00 posto nas fábricas para junho e R$ 45,00 milho futuro posto fábrica”, indica. 

“Já os milhos importados do Paraguai chegariam ao Oeste do Paraná ao redor de R$ 48,79 (48,79); ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 53,63 (54,95) e ao Extremo Oeste de SC ao redor de R$ 55,08/saca (55,99). A cotação do milho argentino caiu para R$ 58,99 (60,15) e a do milho americano a R$ 65,69 (67,03) no oeste de SC”, conclui. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.