Notícias

02/06/2020 - Milho

Confira os preços do milho no Brasil


De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, no estado do Rio Grande do Sul, os preços subiram um real/saca ontem (1/6), com a alta de 082% do dólar. “Com isto, os preços em Cruz Alta e Montenegro voltaram aos níveis de R$ 48,00/saca no mercado de lotes, como média no estado, tendo sido negociados lotes em Ijuí e Seberi neste valor, ontem. Contudo, o mercado está muito dependente da pressa e da necessidade de cada comprador”, indica. 

Em Santa Catarina os preços recuperaram um real que tinham perdido na sexta e fecharam o dia a R$ 52,50 em Campos Novos, R$ 54,00 em Concórdia, R$ 53,00 em Mafra e R$ 52,00 em Canoinhas e Chapecó. “Estado continua recebendo milho do MS. Os preços para os produtores, por sua vez, no mercado de balcão, permaneceram inalterados em R$ 42,75 em Campos Novos,R$ 44,0 em Canoinhas, Mafra e Chapecóe R$ 43,50/saca em Concórdia”, informa. 

Já no Paraná, com pouca exportação e compradores abastecidos, preços recuam um real/saca nesta segunda-feira. “No Norte do estado compradores pagando de R$ 46,00 até R$ 48,00, dependendo da localidade, mas pouco volume negociado. No Oeste do estado houve negócios a R$ 47,00 com pagamento em 30 dias. Vendedores nos Campos Gerais pedem R$ 50,00, mas no Norte continuam entre R$ 49,00 e R$ 46,00/saca”, completa. 

“Já os milhos importados do Paraguai chegariam ao Oeste do Paraná ao redor de R$ 48,46 (48,07); ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 57,21 (56,74) e ao Extremo Oeste de SC ao redor de R$ 58,82/saca (58,34). A cotação do milho argentino subiu para R$ 63,21 (62,74) e a do milho americano a R$ 70,90 (70,69) no oeste de SC”, conclui. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.