Notícias

01/10/2019 - Milho

Com estoque menor, cotação do milho dispara e sobe 4%


O mercado brasileiro de milho registrou preços firmes neste início de semana, refletindo a preocupação com o clima seco nas regiões produtoras. Segundo o analista da consultoria Safras & Mercado, Paulo Molinari, o início do plantio está atrasado por conta da falta de umidade e o produtor está sem pressa para vender no momento.

Do lado do comprador, consumidores aparentemente estão com pouco estoque e as exportações seguem fortes, garantindo bom escoamento da oferta, dando sustentação às cotações. 

No Porto de Paranaguá, o preço ficou em R$ 40,00/41,00 a saca. Em Santos, o preço girou em torno de R$ 41/43, a saca. 

No Paraná, a cotação ficou em R$ 35,00/36,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 37,50/38 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 39,50/41, a saca. 

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 40,50/42 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 36,50/38 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 31/32 a saca em Rio Verde, no disponível. Em Mato Grosso, preço ficou a R$ 29/30 a saca em Rondonópolis, para o disponível. 

Chicago
A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou com preços acentuadamente mais altos. O mercado repercutiu o relatório de estoques trimestrais na posição 1 de setembro e avalia possíveis atrasos na colheita do cereal, após fortes chuvas em áreas produtoras dos Estados Unidos no final de semana. Em setembro, a posição dezembro subiu 4,94%.

Os estoques trimestrais de milho dos Estados Unidos, na posição 1ºde setembro de 2019, totalizaram 2,114 bilhões de bushels, conforme relatório divulgado há pouco pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). 

O volume estocado é menor frente a igual período de 2018, que indicava estoques de 2,140 bilhões de bushels. O volume indicado pelo Departamento ficou abaixo do esperado pelo mercado, de 2,436 bilhões de bushels. 

Do total, 753,3 milhões de bushels estão armazenados com os produtores, com aumento de 22% frente aos 620 milhões de bushels indicados em igual período de 2018. Os estoques fora das fazendas somam 1,361 bilhão de bushels, com baixa de 10% frente aos 1,520 bilhão de bushels indicados em 01 de setembro de 2018. 

Os contratos de milho com entrega em dezembro de 2019 fecharam a US$ 3,88, alta de 16,50 centavos de dólar, ou 4,44%, em relação ao fechamento anterior. A posição março/20 de 2019 fechou a US$ 3,99 1/2 por bushel, recuo de 15,75 centavos de dólar, ou 4,1%, em relação ao fechamento anterior.

Fonte: Canal Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.