Notícias

30/05/2018 - Outros

Coaching ajuda o campo a produzir mais e melhor


Cada vez mais fazer uma boa gestão tem sido o caminho certo para aqueles que querem reduzir custos e permitir o máximo potencial de suas propriedades. Neste sentido, o coaching, método criado originalmente pelo americano Timothy Gallwey, vem ganhando cada vez mais espaço no cenário agrícola pela aplicação flexível e por incentivar a melhoria contínua no campo. 

“Um ambiente de negócios que se sustente precisa ser ético, estratégico, planejado e capacitado. Alinhar todas essas qualidades somadas ao coeficiente de inteligência emocional é, sem dúvida, atingir o melhor dos mundos do realizar. O coaching proporciona essa visão”, afirma Almir Torcato, gestor corporativo da Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo (Canaoeste), que começou o processo no início deste ano com a Multi Training, após sua experiência em anos posteriores.

Segundo o executivo, a iniciativa partiu de uma proposta encaminhada pela Associação dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (Orplana), a todas as suas associadas, sugerindo o desenvolvimento de suas lideranças e a demanda levou ao coaching. “É questão de conhecer um novo processo, já que tudo está em evolução e se transforma o tempo todo. O coaching é um processo de renovação, amplia a visão, abre possibilidades e nos deixa numa condição mais favorável para tomar decisões conscientes”, elucida Torcato, ressaltando que, no mundo atual, o principal desafio, além da competência técnica é ter a competência estratégica para conseguir expor suas ideias e realizá-las com clareza e consciência.”

Para o gestor, o método promove o autodesenvolvimento e o empoderamento do ser, como também proporciona equilíbrio e melhoria no controle das emoções. “O coaching me ajudou a entender as minhas limitaçõese, muito mais do que isso, contribuiu para identificar de formasegura e nítidaomeu potencial”, conta, salientando que, durante as sessões, foi apontado seu poder estratégico e de síntese, indicando que pensa o todo e tem facilidade de visualizar etapas, para então formular a cronologia de suas ações. “Eu sabia que tinha essa capacidade, mas não a identificava como um ponto tão forte”, pondera.

Torcato é coachee (cliente) da Sandra Schiavetto, pedagoga, psicopedagoga, master coach e sócia da Multi Training, empresa especializada em Liderança e Cultura Organizacional, localizada em Ribeirão Preto, SP. “A Sandra consegue, com um olhar crítico e ao mesmo tempo tão benevolente, identificar diversos pontos e traçar estratégias para melhorar o desempenho pessoal e profissional, propondo equilíbrio entre razão e emoção. O trabalho é maravilhoso, ela nos ajuda a entender e absorver nossas potencialidades para que isso seja transformado em ações concretas. De quebra, a gente conta ainda com a assertividade e a energia contagiante que ela tem”, assegura.

O coaching é uma grande ferramenta para lidar com pessoas e seus diversos estágios de ego, principalmente o nosso próprio. O relacionamento com pessoas demanda entender as singularidades e diversidades, algo ainda pouco explorado em níveis subjetivos, mas de grande relevância em todas as situações da vida. Quando o indivíduo trabalha consigo próprio, tem muito mais chances de compreender as atitudes e opiniões dos outros, diminuindo o risco de levar para o pessoal uma questão estritamente profissional.

Por Andréia Vital
Fonte: CanaOnline




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.