Notícias

19/03/2020 - Outros

China vai impulsionar gastos para reanimar economia e pode cortar meta de crescimento


A China vai liberar trilhões de iuanes em estímulo fiscal para reanimar uma economia que deverá encolher pela primeira vez em quatro décadas em meio à pandemia de coronavírus, enquanto a meta de crescimento planejada provavelmente será reduzida, segundo quatro fontes familiarizadas com as políticas do país.

Os gastos elevados visam estimular o investimento em infraestrutura, sustentado por até 2,8 trilhões de iuanes (394 bilhões de dólares) em títulos especiais de governos locais, disseram as fontes. A proporção de déficit orçamentário nacional pode subir para níveis recordes, acrescentaram.

É provável que Pequim tenha que diminuir sua meta de crescimento econômico para 2020, dado o impacto prolongado da pandemia, de acordo com as fontes envolvidas nas discussões de políticas internas que se recusaram a ser identificadas devido à sensibilidade do assunto.

Os líderes chineses estão considerando propostas de assessores para reduzir a até 5% a meta original de cerca de 6% acordada em dezembro, acrescentaram.

Por Kevin Yao
Fonte: Reuters




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.