Notícias

29/10/2018 - Pecuária

Boi gordo: Oferta começa a cair e preços reagem no Brasil


A oferta de gado terminado em confinamento está diminuindo, segundo a Scot Consultoria. As indústrias já começaram a sentir um cenário mais apertado para comprar boi gordo.

O mercado paulista está “ligando os motores”, apontam analistas. A cotação reagiu positivamente na sexta-feira e a arroba voltou à casa de R$ 148, à vista, livre de Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural).

Outras praças pecuária acompanhadas pela Scot também registraram elevações. “Não é uma alta generalizada e consistente, mas indica uma possível reversão da pressão baixista observada durante outubro”, declara a empresa.

Carne
A virada do mês e o feriado trouxeram expectativas de aumento das vendas e já repercutiram nos preços da carne bovina. A margem das indústrias que vendem a carne dessosada está nos maiores patamares dos últimos dois meses (21,4%), de acordo com a Scot Consultoria, o que indica espaço para ofertas de compra melhores.

Reposição
Os preços no mercado de reposição está firme há 17 semanas, diz a consultoria. Esse cenário pode ser explicado pela soma de alguns fatores. O primeiro é que de junho até aqui a relação de troca tem melhorado para o recriador e invernista e, consequentemente, há maior estímulo para os negócios.

O poder de compra do recriador e invernista melhorou neste período e atualmente são necessárias 7,97 arrobas de boi gordo para a compra do mesmo bezerro.

Além do maior poder de compra, no Centro-Sul as chuvas chegaram esse ano dentro da normalidade, isso tem adiantado a recuperação das pastagens e gera mais um fator de procura por negócios de reposição, além também de acelerar a saída de animais do cocho e antecipar a troca.

Fonte: Canal Rural





Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.