Notícias

27/06/2019 - Pecuária

Apenas 7% dos pecuaristas brasileiros têm margens favoráveis na atividade


O Rally da Pecuária 2019, expedição às regiões produtoras que começa nesta segunda-feira, vai conferir o grau de desenvolvimento tecnológico aplicado no campo e debater com pecuaristas o atual cenário positivo para a atividade, não usufruído por todo o setor. Estimativas dos organizadores do Rally apontam que apenas 7% dos produtores no País têm lucro acima de R$ 50 por hectare, o que lhes garante mais competitividade - sendo que estes detêm mais de 50% do rebanho. Outros 15% podem melhorar suas práticas a ponto de chegar à rentabilidade. Os demais não conseguem competir.

O diretor da Athenagro, Maurício Palma Nogueira, diz que é por esse motivo que, apesar dos bons preços do boi - no mercado físico e, especialmente, na B3 - a maior parte dos produtores ainda se diz em crise. "Quem só produz quatro arrobas por hectare vai usufruir muito menos dessa alta", disse, estimando que quatro em cada cinco pecuaristas seguirão em dificuldades, apesar da melhora no cenário deste ano.

Para enfatizar o momento favorável à produção, o sócio diretor da Agroconsult, André Pessôa, lembra que não se esperava sequer que a arroba líquida do boi gordo passasse dos R$ 160 na B3, e agora o preço já está na casa dos R$ 164. "Já seria possível travar o preço e garantir a lucratividade, mas infelizmente muitos produtores não utilizam essas ferramentas", disse. Nogueira afirma que a tendência de concentração na produção deve se manter nos próximos anos.

Por Augusto Decker
Fonte: Broadcast Agro




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.