Notícias

03/05/2019 - Tecnologia

Agricultura digital aumenta a eficiência da produção de alimentos


Insetos, doenças e plantas daninhas são desafios constantes nas lavouras, já que podem acabar com toda a plantação e influenciar na quantidade de alimentos e até flores disponíveis nos supermercados. Por isso, as ferramentas digitais são cada vez mais importante no agronegócio: além de aumentar a produção, podem torná-la mais econômica e sustentável.

A Xarvio, plataforma de agricultura digital da empresa química BASF, apresentou três tecnologias que pretendem solucionar alguns destes problemas. Os itens foram exibidos durante a Agrishow, uma das maiores feiras de agro do país que acontece em Ribeirão Preto, no interior paulista.

"As ferramentas têm o poder de ajudar o produtor a tomar as decisões corretas", diz Almir Araújo, responsável pela área de agricultura aigital da BASF na América Latina. "Essa série de tecnologias de ponta faz com que os agrônomos virem cientistas de dados." 

Com o aplicativo Scouting, é possível identificar espécies de insetos, plantas daninhas ou doenças que prejudicam o cultivo. Para isso, basta o agricultor tirar uma foto com o próprio celular da área danificada de sua lavoura. A imagem é compartilhada com uma rede de dados que determina quem é o ivasor e indica medidas para combatê-lo. 

O app é gratuito e já está disponível para download. Para funcionar, é preciso ter conexão com uma rede de internet. Segundo Martin Bender, gerente comercial da Xarvio, a tecnologia é capaz de reconhecer 120 daninhas e 42 doenças. "Nosso enfoque é nos estágios iniciais do crescimento da planta daninha, quando ela causa menos dano", ele explica. "Assim garantimos melhor controle e produção."

Por meio de um radar, o Scouting também oferece ao usuário uma visão ampla de quais problemas as fazendas de sua região estão enfrentando. "Os produtores podem trocar informações técnicas e de tomada de decisão", comenta Bender. 

Já o Field Manager é um sistema de monitoramento de daninhas. Um drone registra fotos em alta qualidade da lavoura, indicando preicsamente os locais onde as espécies invasoras estão. Com isso, a plataforma calcula em quais áreas é preciso aplicar a pulverização. De acordo com a Xarvio, isso pode reduzir em até 53% os custos de produção, além de diminuir o uso de água e herbicidas – o que pode tornar o cultivo mais sustentável. 

Por enquanto, o Field Manager está em fase de pré-lançamento apenas para as fazendas de soja. Contudo, a empresa estuda desenvolver o sistema para outras cultivares. 

Protótipo 
Outra tecnologia apresentada, mas que ainda está em fase de testes e desenvolvimento, é o Smart Spraying. Trata-se de um sensor que, em tempo real, identifica por meio de luzes a presença de plantas daninhas. Automaticamente, o sensor ativa a abertura dos bicos da máquina de pulverização para liberar herbicidas apenas na área invadida da lavoura. 

Fonte: Galileu -http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.