Notícias

26/06/2018 - Soja

155 mil hectares foram danificados pelo Dicamba


Cientistas da University of Missouri Extension acreditam que, até o dia 15 de junho, cerca de 155 mil hectares de soja foram danificados pelo defensivo químico Dicamba nos Estados Unidos. Isso acontece devido à alta volatilidade do produto, que acaba se espalhando para áreas não tolerantes à fórmula. 

De acordo com Kevin Bradley, especialista em ervas daninhas da University of Missouri Extension, dos 15 departamentos de agricultura dos Estados que responderam ao pedido de informações, apenas 43 casos estão sob investigação. Ele afirma ainda que 13 estados confirmaram que não identificaram nenhum problema causado pelo Dicamba nas suas lavouras de soja. 

“Nesta região [Missouri], estou convencido de que a adoção do traço Xtend no algodão e na soja é tão alta quanto em qualquer lugar do país. Muitos produtores nesta área adotaram a característica Xtend para não sofrerem dano de Dicamba em sua safra de soja pela terceira temporada consecutiva”, explica. 

No entanto, Bradley afirma que um problema constante que vem sendo notado é a interferência do Dicamba em outras culturas, a chama deriva. Embora não sejam registradas oficialmente pelos departamentos regionais de agricultura, as lesões estão ocorrendo principalmente na cultura do algodão, que sofre também com o 2,4-D. 

"Assim como nas duas últimas temporadas, ainda há campos de soja não-Xtend nessa área, mostrando lesões de uma ponta à outra. Mais surpreendente para mim do que isso tem sido a extensão das árvores que estão mostrando sintomas de lesão por herbicida regulador de crescimento naquela parte do estado onde a adoção desse traço é tão alta", fala. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.